Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas Dores


Calam-se minhas dores
Guardadas em minha essência
O coração sente a ausência
De um colo acolhedor.

A falta do abraço forte
O beijo que deseja boa sorte
Um carinho doce e amado
Para se ter no peito guardado.

Nada sabes da fragilidade
Sentida nesses momentos
É solidão de velhas madrugadas
Pisadas em flores desfolhadas.

Uma luz que desfalece traços
Um gesto que esvaece abraços
E o apelo por não mais sofrer
Segredo meu ninguém perceber.

Sabes que morro aos poucos
Talvez não! Será que sabes?
A mulher que existe aqui...
Que vive o sorriso para ti?

Talvez se gritasse ao mundo
Que me cobra a todo segundo
A beleza do sonho que sonho
Faze-lo real, transforma-lo jardim?


04/09/07

LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 05/09/2007
Código do texto: T640179
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
863 textos (159052 leituras)
2 áudios (430 audições)
7 e-livros (1313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/17 03:00)
LuliCoutinho