Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0510 - Volta ao corpo



Voltarei a minha terra,
meu corpo de vidro,
sem janelas, sem cristais,
apenas corpo,
sem lua, sem sol.

Guardei as primaveras no armário,
jamais neguei amor,
negai tua paixão se podes,
quisera ser outro,
não quem me julgas, apenas teu...

Os sons do amor encanta em trovas.
Nem sei o que é...
sei das almas, de ti,
amor de brilho sem medo,
gosto de aurora.

Não me comporto como qualquer...
amo apenas hoje,
amanhã, nada, ontem passou,
o que esperar
se tenho sede dos meus agora-s.

Voltarei a minha vida,
meu ser, é meu ser,
não existem esperas
nas palavras que uso...
faz falta amor, tenho amor...

27/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 27/10/2005
Código do texto: T64121
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:03)
Caio Lucas