Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“Senhorita Trevas”

Nos cabelos não traz o ébano
Nem a noite em tuas pupilas.
Mas dentro de seu olhar sereno
Nas trevas , sádica , tu sorrias...

A ironia te acompanha
E nos torpes caminhos da vida
Tu és criança sem manha
Não choras a lágrima caída.

No entanto , sei que és  carente.
Só precisas aprender a amar
E sentir a alma sorridente,
Feliz, tão simplesmente,por doar

Vem! Fujas das trevas, ó amada!
És cruel, fria , e inconstante,
Mas desejo-te como esposa.

Não importa o alheio pensar
Pois das trevas  és errante
Dos meus devaneios , meu despertar...

Desejo-te , ó amada!
Valter Vargas
Enviado por Valter Vargas em 06/09/2007
Reeditado em 17/05/2008
Código do texto: T641312
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valter Vargas
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil
36 textos (1214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:38)
Valter Vargas