Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RESPOSTAS PARA UM PEDIDO

Eu a digo que a amo e ela não responde,
Não me diz nada, nem que sim nem não,
E com seu silêncio absoluto, ela se esconde,
Deixando assim partido um pobre coração.

E assim eu a vou sempre perseguindo,
E ela me escapa por entre os dedos,
E assim continuo por seu amor insistindo,
E não sei o que passa. Será que tem medos?

Se for medo querida, vem e se entrega,
Que eu te prometo um sol, o mais brilhante,
E de noite te darei a estrela mais luminosa,
E das jóias formosas, te cobrirei de diamantes.

Mas se não me amas, dize-me que eu parto,
Vou à procura de outro amor, de outros braços,
E quem sabe não o encontre logo e bem perto,
Alguém a procura de carinhos e de afagos.

Então, espero respostas suas com certeza,
Um sim, um não, quem sabe um talvez,
E se me for dado pelo amor à esperança,
Continuarei por ele esperando a minha vez.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 07/09/2007
Reeditado em 07/09/2007
Código do texto: T642029

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 03:47)
Lúcio Astrê