Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VERBO AMAR...

Podemos saber conjugar todos os verbos,
Ser, estar, ficar, partir, sofrer, todos eles,
Nos seus modos e tempos, todos decerto,
São empregados nas construções das frases.

Mas nenhum verbo se compara ao verbo amar,
O verbo mais sublime de toda conjugação,
Porque amar é brilho, é luz, o infinitivo para criar,
É só dar a forma, o tempo, o modo e abrir o coração.

Eu amo. Tempo presente. Conjugação perfeita, ideal,
Tu amas. Somente tu. Tu somente? E como fica o eu?
Sozinho? Não, vamos para a conjugação do plural,
Nós amamos. Integração. Nós, eu e você. Percebeu?

Não sei se tu me amas, ou se te amo também,
Mas é bom estar sempre amando a alguém,
E se a conjugação passada nos trata desigual,
E porque foi tempo presente, nada de anormal.

E se queres um amor futuro, mas que esteja perto,
Eu amarei. Sim, amarei de forma intensamente,
A quem merecer. Ardente, com paixão. Correto.
Amarei. Futuro próximo, um acontecer contente.

Mas se tiverdes o verbo, de conjugá-lo no passado,
Conjuga-o com as boas lembranças deste amor,
Eu amei. Sim, amei. Mas tive de ir e não fui errado,
Porque subjuntivo, é que, é quando, é se, é esplendor...
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 07/09/2007
Código do texto: T642036

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:11)
Lúcio Astrê