Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA BRANDURA DESTA HORA

A sua ausência me fez
envelhecer um pouco mais,
fez desaparecer o sorriso
que havia em meus lábios,
por medo de viver sem você.

Sabe, foram poucas horas
mas entristeceu o meu mundo,
o meu agora então...!

Coisas do ontem, daquele momento
não quero mais lembrar,
quero sim
jogar tudo fora,
vamos voltar e nos agarrar
para amar unicamente.

Se soubesse os tormentos
daqueles loucos instantes,
que me fizeram
em pedaços,
as fugas de mim mesmo,
se soubesse como vivi
a esmo...

Volte para os meus braços,
não quero vê-la mais no passado,
pra não perder a lembrança
de sua imagem.

Volte,
não quero sentir saudades
ela me corrói,
me consome.

Volte,
eu peço...,
venha, não demore,
devolva-me a vontade
de viver novamente
eu a quero,
vamos reconstruir nossa felicidade,
entre nós nunca houve engano.

Volte,
escute,
para nunca mais esquecer,
quero consigo gozar a suavidade
da paz,
não vamos deixar
pra amanhã, o que
temos que fazer na brandura
desta hora.

Volte,
é você que eu quero,
será que preciso
gritar o teu nome?
Wil
Enviado por Wil em 27/10/2005
Código do texto: T64249
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2620 textos (84596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:24)
Wil