Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

maria do arraia

Maria do Arraia

Ai Maria ai Maria
Quando a gente é moço
E porcima inda sortero
Tem um montão de parpitero
Só querendo parpita
E dizem inte
Qui é mio roe o osso
Chupa o caroço
Do que a gente se casa.

Se eu fosse rico
Dava todo meu dinheiro
Só pra te um beijo
Da Maria do Arraia.

Ponhava a mão
Drento de um furmiguero
Pisava num braseiro
Pra Maria me beija.

Se for preciso
Andava deis légua a pé
E andava de ré
Pra Maria incontra

Se necessário
Capinava noite e dia
Trabaiava pra Maria
Pra ela pode discança

Ai Maria ai Maria.............

Inté Comprava
Uns arqueres de terra
Bem no pé do pé da serra
Pra nois dois pode mora

Pedi ajuda
Pos cumpadi e pás cumadi
Rodei toda cidade
Ninguém quis mi ajuda




Nessa lida
Aprendi uma lição
Quanto maior a precisão
Farta quem que apóia

Inte no beijo
Que coisa mais ingraçada
Quando as boca tão colada
Tem uns nariz pra atrapaia.

Ai Maria ai Maria............

Oceis num sabe
Comu essa moça é bunita
Tem que ser bem mau de vista
Pra num arrepara

Seus zoios
Debaixo da sombranceia
Brilha iguar a lua cheia
Numa noite de luar

E pra provar
Pra todo mundo o que eu sentia
Já que não tenho a Maria
O jeito foi improvisa

Puis minha blusa
Porcima do seu vestido
Dando um abraço envorvido
Pensando na Maria do arrai

Ai Maria ai Maria

Zé Paulo Medeiros
ze paulo medeiros
Enviado por ze paulo medeiros em 27/10/2005
Código do texto: T64265
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ze paulo medeiros
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 61 anos
75 textos (9323 leituras)
1 e-livros (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:48)
ze paulo medeiros