Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAR SALGADO

Entristece-me ver-te assim
Tão sozinha e deslumbrante
Como se o mar viesse para ti
Com ar calmo e triunfante
Ao mesmo tempo doce e salgado
Mas no rebuliço das marés
Tem ar de zangado
Vem ao teu encontro
Molhar os teus pés
Mesmo assim desatinado
Vem ter contigo a medo
Sem saber quem és
Molha-te ao de leve
E esconde-se no chão
Como se uma simples pinga
De água salgada
Te tocasse o coração
Raul Cordeiro
Enviado por Raul Cordeiro em 08/09/2007
Código do texto: T644215

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Cordeiro
Portugal, 51 anos
65 textos (1829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 07:55)
Raul Cordeiro