Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA DE AMOR DESPREZADOS PARTE 6

SEI QUE MEUS DIAS SERÃO DIFERENTES
ATÉ UM POUCO SEM SENTIDO
MAS FOI ALGO TÃO DE REPENTE
QUE FIQUEI ATÉ PERDIDO

ELA NÃO SAI DA MINHA MENTE
É ALGO TÃO DOLORIDO
TENHO MEDO ATÉ DO QUE VIRÁ PELA FRENTE
PREFERIA JÁ TER MORRIDO
A SOFRER ASSIM NOVAMENTE

EU JÁ TINHA QUASE ESQUECIDO
A DOR DE FICAR CARENTE
FICAR EM CASA ESCONDIDO
ESPERANDO POR UMA VOZ QUE MENTE
DIZENDO QUE NADA TINHA ACONTEÇIDO.
pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 28/10/2005
Código do texto: T64468
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:17)
pedro carmo