Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRENÚNCIO DE ALEGRIA


Meus prosaicos versos que agoniam,
Precavida busca em te querer rimar,
Malogros intentos que me alforriam,
Ofegante desejo de a vida conquistar.

Luzeiros celígenos, excitam prazeres,
Em noites de breu e eu a contemplar,
Paisagem noturna, primazia dos seres,
Festivos passeios sob o céu sem luar.

Marulho das vagas, musical ebriático,
Navega a nau com a brisa a soprar,
Verdes mares... que mundo fantástico!
Caravelas de amor, o mundo a singrar.

Flexuosidade dos arroios... tão belo!
Êxtase visual da montanha a admirar,
Panorama suntuoso, que tanto anelo,
Existência ditosa, prostrado a sonhar.

Ah!... quão belo é a Natureza em festa!
Que mais há de sublime para mostrar?
Sepulto no silêncio à tanta promessa,
Prenúncio de alegria... espero chegar!

Riva. 014







Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 28/10/2005
Reeditado em 28/10/2005
Código do texto: T64514
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4403 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:43)
Rivadávia Leite