Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas Te Contemplar

Um palácio não é nada
Diante de ti minha doce amada
E as ondas do oceano
Seriam nada se por ti fossem lágrimas derramadas
O que é o mundo?
E o que é a razão?
Se por ti o amor é profundo
Se perco me em tuas mãos
Nada posso dizer
Apenas te contemplar
Estrelas quebram-se ofuscadas
Pelo magnífico brilho do teu olhar
E o ar que te rodeia a tudo salvas
És magnífica obra de valor secular
E o que é o sonho
O que a razão
Se te encotro, e o amor salva
Toque as minhas mãos!
E a ti nada posso dizer
Apenas contemplar
E eu queria dar te mais
Que das coisas somente a palavra e a forma
Escrever teu nome nas constelações
Fazer viver de ti cada palavra morta
Teu nome escrito em diamantes
Bordado e tatuado no coração
Pois viver por ti é mais que paixão
Existência, luz e razão
E eu nada posso dizer
Apenas contemplar.

©2007*Marcos Menezes de Almeida*
Marcos Menezes de Almeida
Enviado por Marcos Menezes de Almeida em 09/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T645356
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Menezes de Almeida
Aracaju - Sergipe - Brasil, 32 anos
361 textos (17624 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:48)
Marcos Menezes de Almeida