Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIANTE

Diante do jazigo
a dor que trago comigo
é calmo paliativo.
Diante do túmulo
a dor é o acúmulo
que ainda vivo.

Diante da expiação
mais enternece o coração
com todas as chagas.
Diante da piedade
a dor que me invade
é tão doce praga.

Diante da abnegação
a dor é forte oração
que me leva ao alívio.
Diante da tristeza
a dor causa estranheza
em meu convívio.

Diante da prece
a dor mais parece
um suave conforto.
Diante do fato
a dor que exalto
em meu destino torto.

1.998
JOSE LINS
Enviado por JOSE LINS em 10/09/2007
Reeditado em 24/07/2008
Código do texto: T646257
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSE LINS
Lins - São Paulo - Brasil, 61 anos
499 textos (31409 leituras)
26 áudios (1987 audições)
4 e-livros (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:44)
JOSE LINS