Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Destino das Bocas.

Duas bocas não sabem
O destino de um beijo.
A saliência que existe
No verso que é triste,
Duas bocas não sabem...
Percorrem corpos, e copos
De bebidas, de poesias lidas
Na pele do outro,arranhadas.
Duas bocas se enroscam
Sem paciência,alvoroçadas.
Não sabem elas,o destino
Das línguas mudas,molhadas.
Das salivas que escorrrem.
Inundações que pecorrem,
Caminhos e destinos.
Desaguam nos corpos
E nas bocas...
Salientes,ocas ,sedentas.
Duas bocas...
Agora já sabem,aonde querem
Chegar,loucas...

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DA AMIGA:
LEDALGE

 Duas bocas que se enroscam num momento// São como laços em aventura//Feridos pelos vastos sentimentos//Das velhas e gostosas armaduras//Num baile entre línguas desiguais//Os corpos se envolvem em abissais//Desejos entre lençóis maculados//Não sentem mais o medo e em letargo//Explodem em ternuras delirantes//Jurando que o mundo nesse instante//É deles em suprema eomoção!

Adorei amiga,obrigada!
Beijos
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 10/09/2007
Reeditado em 10/09/2007
Código do texto: T646615

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60430 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 22:59)
Luciane Lopes