Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FÉ, ONDE ANDAS?

Eu queria ter a grande força
Espiritual dos muçulmanos
Para implodir minha descrença
Revelar minha fé em algum plano

Eu queria falar com Cristo
No momento em que me dano
Abjurar-me do mal, aceitar penitências
Ter razões pra flagelar o corpo profano

Eu queria ter toda a certeza
Que da voz dos crentes emana
Cantar com eles o louvor nas igrejas,
Sufocar desejos da mente insana

Eu queria poder aceitar Krishna
Jejuar, rogar para que me ouça
Vislumbrar a minha tênue paz
No espelho d’ água que balouça

Eu queria ouvir a voz de Buda
Mergulhado no silencio e meditação
Agüentar privações e entender de vez
Os mistérios que afligem meu coração

Eu queria encontrar o guia espiritual
E que nele, eu tudo acreditasse
Sem precisar da indulgência ou do medo
Para que a sua fé, a minha ampliasse
 
Que sua pregação fosse, razão e verdade
Que ainda procuro e isso me bastasse
Para encontrar o sentido da morte, da vida
Sem que sua luz, a minha lucidez cegasse

Quem sabe não encontro tudo que procuro
No templo do espírito fechado e sem porta
Quebrando as paredes da incredulidade, ache
Que a verdade está em mim, porém já morta!!
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 10/09/2007
Reeditado em 14/11/2016
Código do texto: T646763
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1274 textos (69576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 22:36)
Celio Govedice