Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eterno amor

Qual uma criança, sonho em crescer,
Amar e ser amado, em fantasia viver
Qual uma criança quero permanecer,
Viver sonhos impossíveis, com nada
Me preocupar, ver a esperança florescer,
O amor tornar-se realidade, um mundo
Só de bondade, inclusive à terceira idade,
Sem qualquer abandono sofrer.

Quero voar e alcançar o céu,
Sonho de todo ser racional,
Sentar à sombra de uma árvore
E deleitar do canto da passarada
No alvorecer, ver o sol no horizonte
Despontar, olhar as ondas do mar,
Emocionar e com teu amor
Poder contar, trazer na alegria
Das manhãs flores para te oferecer.

Quero viver paixões e mais paixões,
Sentir cego, surdo e mudo
Enquanto este amor em minha alma
Permanecer. Depois que nada mais
For colorido e este corpo vier a sentir-se
Desprotegido, apelarei à compaixão
Dos anjos para ver se arranjo
Outro corpo para amar e viver.

Lutarei, mas se estes desejos não forem
Alcançados, também não chorarei,
Alegria, com certeza, não sentirei,
Porém, moribundo feito o cão de Carlitos
Também não ficarei, estarei sempre
Com o coração de portas abertas
Para novo amor aceitar, espiritualmente
Renovar e sonhos lindos poder viver e amar.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 11/09/2007
Reeditado em 11/09/2007
Código do texto: T647341
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3134 textos (81489 leituras)
2 e-livros (415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 11:57)
R J Cardoso

Site do Escritor