Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODOS MEUS AMORES

A ordem é não amar mais...
ou pelo menos amar pouco,
quem sabe amar menos?
Um coração desobediente
é o que tenho.
Não entende que o amor
à s vezes se confunde com a paixão,
que nos faz desaprender o que
instintivamente não sabemos: amar.
Quero amar na medida do fim,
de uma ponta a outra, fazendo
todo o caminho parecer longo,
mas na verdade ele é muito curto.
Dura um instante, uma saudade.
Um coração que vibra com a ilusão,
o improvável e o irreal...
Um amor sem garantias de ser amado.
Amor conta-gotas, que aos pouquinhos
surge, preenche e esvazia-se.
Grandes e pequenos amores,
que só Deus sabe por que vem e vão.
Todos meus.
Escreveram parte de minha história,
modificaram meu modo de amar.
Meu coração os guardou e agora os lança
ao vento das lembranças, que com o
tempo adocica as mais cruéis saudades de amor.
Cláudia Sabadini
Enviado por Cláudia Sabadini em 29/10/2005
Código do texto: T64894
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Sabadini
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
280 textos (29918 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:21)
Cláudia Sabadini