Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS QUATRO ELEMENTOS DE MEU SER





As águas dos rios moram em mim
Em transparências arrebatadas.
Minha alma é molhada com o azul dos mares.
O meu silêncio transborda como cachoeira
No rebento do meu ser.
A minha solidão desfaz-se feito águas das torneiras... e fenece...

O meu alazão anda nas estradas da tua Terra perdida...
E, em suaves galopes, desvenda toda a imensidão
do pranto contido no teu olhar úmido...
Terra... Terra... seguro-me ao teu extremo telúrico,
E agasalho-me na árvore enraizada da tua Terra vazia.

Ó, vento... Ventania!
Sopra as minhas palavras vazias,
Podes espiritualizá-las e adormecê-las...
Nos desertos sombrios,
Dilui todas as que eu não quis compor.
Que dos meus versos bonitos
As palavras afetuosas cristalizem-se
No peito de quem por mim tem amores febris.

Criei o meu próprio fogo...
As minhas veias expelem em louca tempestade
Todas as chamas que há muito habitam dentro de mim.
São tantas lavas incandescentes
Que minha alma pede abrigo dentro de ti
Ó, Terra,
Ar,
Água! Fogo do meu ser... 



31-08-07
ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 12/09/2007
Reeditado em 20/10/2007
Código do texto: T649373
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
ALBERTO ARAÚJO
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
3130 textos (157675 leituras)
33 áudios (3188 audições)
35 e-livros (6651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:35)
ALBERTO ARAÚJO

Site do Escritor