Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RAIOS BRILHANTES DE AMOR

RAIOS BRILHANTES DE AMOR
 
 

Raios dourados do sol
penetram discretamente
em meu quarto.
Eles aquecem, confortam,
mas não são como os teus braços
e as tuas mãos
que me dão um prazer indiscritível.
O mar calmo reflete o céu azul
e límpido...
observando este espetáculo,
veio à minha mente
este teu olhar enigmático,
abismo do teus segredos.
Meu coração apertado
contêm um mar de saudade,
que vai e volta como as ondas,
cada cenas dessas invade minha alma,
preenchendo todos os vácuos.
Quando eu via uma flor
despertando para vida,
lembrava-me de tua sensibilidade,
do teu perfume.
Se via uma criança sorrir,
lembrava-me do teu jeitinho
extrovertido e maroto de lidar comigo.
Se uma estrela brilhava no céu,
lembrava-me do brilho,
que só o teu olhar tinha.
As coisas belas estavam ligadas
de alguma maneira em ti,
por menor que seja estava gravado
em minha alma, na minha consciência,
como a mais preciosa relíquia.
Lá fora a brisa embalava as flores,
dissipando seu perfume a todos os arredores
e assim passavam os dias,
enquanto meu pobre ego,
buscava na natureza o conforto,
a paz e um pouco de alegria.
Apesar de todas essas maravilhas
que assistia, elas não me iludiam
e nem tiravam da tua doce presença.
De quando em vez, seríamos três,
eu você e a natureza.
Vejo o amor como sendo
um sentimento privado
que ao mesmo tempo revela
um vestígio de loucura minha,
mas que é real.


 
tancredo
Enviado por tancredo em 29/10/2005
Código do texto: T64998
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tancredo
Valença - Rio de Janeiro - Brasil, 76 anos
118 textos (65398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:43)
tancredo