Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTOU LIVRE na CARNE

Traço meu itinerário rumo ao Beco sem Saída por entre Bosques Galácticos
sobre a Seca do Nada Estou livre na carne
Miro a mulher que me interrompe o ócio nua e coberta da Quente-Floresta
da pele amaciada no Planeta do Coito
                                                            Surfo sobre os mares da Lua
graças à Gravidade do Cio
                                           - Ancião d'um gozo galaxial

                BELÍSSIMA cantava enroscada em Cogumelos de Prata e Fluor
mutilando o ar com a Língua de Alpha-Centauri
                       na Loucura do Silêncio em Êxtase no 'Spelho
Tudo caminha magnetizado aos Vermos do Sol nesta Baixada Mística
em Greve Geral contra o Patrão dos Céus
Barcos de Platina descem o Pântano de Crânios dos roubados da fé
levando os últimos Limpos - Nobre e Mandarins - na Direção dos Prazeres
Barcos Platinados atracam na Agroporto da Península do Gozo - Início do Êxtase
deixando atrás o sol como Muralha Frustrante aos assaltos dos Famigerados                                                          
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 13/09/2007
Reeditado em 05/11/2007
Código do texto: T650714

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (32696 leituras)
8 áudios (1072 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 02:54)
Eriko y Alvym