Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As minhas virtudes

Auréola boreal do dolo
Transgredindo o sol do outono
Violando o sono
De um inferno santo
Omite a razão
A noite é rápida
O fogo apaga
A escuridão
O vento urge
A triste voz contundente
Da culpa que faz o inocente
O maior de todos culpados
Sempre se é cego
Quando não se vê o passado
É cinza quando a hora não passa
Falsa promessa
Que exala

Às vezes te olho
Provido de forma
Encontro amor nos teus olhos
Encontro fervor de um garoto
Nos lábios que eu fiz homem
Na mira de um alvo
Estamos a salvo
De apenas nós dois
À noite me corroia a áurea
Visão de um amor pálido
Que a imensidão de desejos aterra
O corpo que a alma encerra
Repousa sobre os braços
Teu leito
Perfeito
Suores
Mortalhas
Encontro à paz absoluta
Conjuga a forte vastidão de saudade
Que padece enferma no peito
Da insônia que atormenta o escuro
Da lembrança que mendiga tristeza
Meu amor só guarda a certeza
Que meu futuro
É tua felicidade
Camila BV
Enviado por Camila BV em 29/10/2005
Reeditado em 29/10/2005
Código do texto: T65104
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Camila BV
Santana do Livramento - Rio Grande do Sul - Brasil
25 textos (2467 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:00)