Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AFLUENTE

Confesso
Sou tributário do seu rio
As flores que levo
São colhidas à beira do meu leito

Vassalo do amor
Enquanto caminho
Borbulho canções de afeto
Que cantarei ao encontrar-lhe

As curvas me atrasam
Me estonteiam
Mas não perco a ternura
Não perco as flores

As quedas me machucam
Mas me ensinam
Fazem-me mais forte e mais transparente

No mais
Um perdido de perdão
Minhas águas negras
Culpa das terras por onde andei
Nelinho
Enviado por Nelinho em 14/09/2007
Reeditado em 14/09/2007
Código do texto: T652054

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Nelinho
Ipatinga - Minas Gerais - Brasil
635 textos (139780 leituras)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 14:36)
Nelinho