Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aritmético

Aritmético


Nas somas do quadrado do cateto a hipotenusa
Onde esta você minha musa?
São as horas que no relógio bate exatamente
E você como sempre saindo pela tangente
No quadrado perfeito de minha casa
É aqui que se entrar você não escapa


É nos números infinitos
Que tento contar o amor que sinto
São dois traços verticais
O cálculo exato e perfeito
Aritmético como teu próprio beijo
É nos arranjos da vida,que me integro ao teu conjunto
Não deixe ele vazio,fique aqui junto!!!


As arestas devem ser  podadas
E não faça permutação do meu amor
Veja que lindo a beleza de uma flor
No ângulo perfeito da tua boca
Descreve na circunferência irradiada
O tamanho do raio de carinho espalhada

Geometricamente tento descrever
As curvas do teu corpo esguio
Em cm,mm não há como medir
O tamanho do meu amor que por ti venho sentir
Mas conisgo aritmeticamente falar
Quero 100% te amar



Poeta Allan Garrido
Allan Garrido
Enviado por Allan Garrido em 14/09/2007
Código do texto: T652345

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Allan Garrido
Bauru - São Paulo - Brasil, 37 anos
306 textos (11250 leituras)
16 áudios (735 audições)
10 e-livros (299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:03)
Allan Garrido