Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda na sala




Visitei o sol por você
Não vi calor
Saltitei por entre estrelas
Não vi a luz
Beijei a lua por você
Não vi o amor
Estou pedido no céu da minha solidão
Querendo falar com você no pensamento, talvez.
Esperando o seu castigo pessoal
De mãos e pernas,
Olhos e bocas nuas
Em todas vocês que você existir
E terei mil e outras vontades
De me perder na sua sombra
E me esconder na sua decência
Sem despir você do seu sol.
Hoje eu me desnudei de sua cor
E vi você mais brilhante
Tão mais fascinante
Que me reapaixonei por essa outra você
Desvendada e transviada
De pensamentos novatos
E desconsolos ausentes.
Inútil sabe, é falar com a sua ausência,
Tão arrogante que me enfastia.
Mas hoje o seu tom
Foi tom genial
Que transgredi o meu pudor.

Edson Penha
Enviado por Edson Penha em 15/09/2007
Código do texto: T653551
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Penha
Itaperuna - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
80 textos (1422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 11:28)
Edson Penha