Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vermelho

O saber do morango
Quente sem o toque
Visto e sentido

D'uma faísca um turbilhão
O belo farfalhar das tábuas
transfigura e arde
Cores, tornam uma escuridão

Quão silencioso, o pôr
cai no horizonte, atiçando
o céu em matizes, colorindo
adoçando o momento, do beijo
com dor.

Inexplicável, o tom, o som
no ínfimo espaço de um piscar
adentra o espírito e deixa estar
sentimento eufórico
triste
um sublime medo

Cobrindo as mechas, torna
deixando à mostra, morna
derrete-se, corrói por dentro
queimadura d'alma
na alegria
eterna comunhão

Essa dor, essa cor
re-cobre, forte e intensa
imensa, onde está
em tão minúsculos fios
amontoados, uma fogueira
um farfalhar
um caminho a trilhar

Descobrir o tom, o som
a dor e a cor.
Re-descobrir, chegar a sentir.
Uma jornada. Uma rajada.
cede e adimira.
Certo que em uma mira és o centro.

Que seria dele, vermelho
Sem sua manifestação, sedosa
Que seria dele, o coração
Sem sua adimiração...
leandroDiniz
Enviado por leandroDiniz em 15/09/2007
Código do texto: T654111
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandroDiniz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
260 textos (274552 leituras)
3 e-livros (432 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:51)
leandroDiniz