Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS QUATROS ESTAÇÕES DO AMOR

Hoje vi uma flor desabrochando como o nosso amor, que no começo  do inverno se tornou mais quente.  e com  a primavera  ele ficará florido  enchendo os olhos de contemplação, e de ver so seu amor sorrindo ao fim da primavera.
No verão  o calor  vai derreter-me  e transformar-me-ei em um delicioso  sorvete para o seu calor esfriar  e a ti deliciar de prazer.
Como outono que chega  com as folhas  caindo parecem com o fim  de mais um dia  de amor intenso  entre nós, no clímax  do prazer  você tem que ir embora.
Voltando no outro dia, enquanto  as folhas só voltam  no ano seguinte, para realizar tal espetáculo.
Marco Aurelio Alvino
Enviado por Marco Aurelio Alvino em 16/09/2007
Código do texto: T654874
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Aurelio Alvino
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
23 textos (342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:41)
Marco Aurelio Alvino