Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0514 - Desinteresse


 
Deveria não saber falar de nenhum amor,
deveria não saber mostrar meus sentimentos,
deveria entender de não entender a paixão.
 
Deixo que meu corpo ultrapasse todos os seus limites,
o êxtase não é o limite da alma,
divide fronteira entre um e outro sentimento.
 
Sou o espírito que voa entre espaços desconhecidos,
a benção estranha que molha de suor depois do amor,
o entendimento entre o corpo e os desejos da carne.
 
Que meu corpo repouse para sempre sobre o outro amor,
que outro amor repouse para sempre na minha paixão,
que não entendamos nada, e de nada viver deste puro amor.
 
31/10/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 31/10/2005
Código do texto: T65597
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:42)
Caio Lucas