Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos meus nos olhos teus

Quando me vens,
meio que rompendo névoas,
como borboletas brancas
em tardes ensolaradas,
me deixas sempre com um olhar pensativo...
Pois o que amo em você,
não é teu corpo,
leitoso, de um tocar enveludado,
onde pouso meus carinhos.
Não é tua simplicidade,
doce virtude de seres transcedentais.
Não é tua inocência,
teu jeito de chorar com coisas
simplórias a outros olhos.
Nem tua loucura,
um destemor que desmancha regras,
como quem suja sapatos brancos
de propósito.
O que amo em ti
é o desejo imenso de adentrar
nos mistérios a que os teus olhos
me convidam.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 18/09/2007
Código do texto: T657924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 30 anos
326 textos (14325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 01:34)
Dil Erick