Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0516 - Voltarei ao te amo



Voltarei noutras noites,
sem amar ou somente apaixonado,
quero perder a razão,
não preciso mais pensar,
apenas amar...

Voltarei sempre que fechar os olhos,
buscarei tua alma,
quero o descompasso,
o inexplicável silêncio
quando me vejo entre teus abraços.

Voltarei a penetrar teu corpo
por entre teus desejos,
caminharei devagar pelos seios,
quero o gosto úmido do corpo,
a natureza gritando o tesão mais profundo.

Voltarei a queimar tua pele alva,
sem culpas, sem medos,
na liberdade destes meus sonhos,
quero acordar vida, apenas vida,
em um momento todos os nossos.

Voltarei a calar depois do amor,
para sentires o quanto te amo,
não um dia ou dois, muitos outros,
até que a noite volte e a madrugada...
na madrugada amarei minhas loucuras.

Voltarei pelo mesmo caminho de antes,
se não mais me queiras, não sei,
continuarei os sonhos, a paixão,
mesmo se diz que não ama, volto,
para realizar meu irresponsável, te amo.

01/11/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 31/10/2005
Código do texto: T65826
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:19)
Caio Lucas