Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma ferida

E, agora, o sol não brilhou, a chuva não caiu
O poeta não sonhou, a emoção se partiu
A paixão acabou, seqüestraram o amor
Sem recompensa pedir.

E, agora, o palhaço morreu, o circo partiu
O pássaro se calou, a tristeza exalou
No céu varonil do imenso planeta.

O relógio se quebrou, o pensamento parou
No espaço e no tempo, lágrimas rolaram
Trazendo lamento ao teu delineado perfil.

E, agora, o que faço, se o poeta
É palhaço neste mundo perfeito
Só resta solidão encravada no peito
Dos homens de bem.

E agora o que faço, entro no meu carro,
Saio à estrada a mais de cem?
Pensando bem nem tudo está perdido
Quero só um consolo pro meu coração
Ferido! Então, vem...!
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 19/09/2007
Reeditado em 19/09/2007
Código do texto: T658853
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3133 textos (81458 leituras)
2 e-livros (415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:25)
R J Cardoso

Site do Escritor