Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Só escolhi sete

Sete títulos dos rabiscos que escrevi vendo-te
A rodar sobre minha cabeça em forma de imagem
Se não para eles a mais bela, para mim a mais perfeita.
Sete manchas nos papeis já amarelados com o passar do tempo
Arremedo de suspiros alí postos em forma de poema.
Meu olhar a caneta, minhas lágrimas a tinta, que miragem.
No castelo afixado neste deserto imaginário, você a Rainha.
Eu, hora eu o soldado vigilante que a ninguém dá passagem.
Eu disse sete meu bem, mas isso é apenas porcentagem ínfima
De todos os soluços que encontrei em meus alfarrábios
Na tentativa alucinante de voltar seus olhos para a minha figura
Esquelética, proletária, mas ao mesmo tempo riquíssima
De um sentimento cada vez mais aflorado, chamado amor.
E você, meu Deus, você a eterna muralha cada vez mais impenetrável.
Mas aqui há um guerreiro meu bem, incansável, invencível e de um amor eterno ardente.
ChangCheng
Enviado por ChangCheng em 19/09/2007
Reeditado em 20/09/2007
Código do texto: T658978
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ChangCheng
Santa Maria - Distrito Federal - Brasil, 65 anos
3070 textos (80686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:40)
ChangCheng