Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao meu amigo, amor antigo.



Oh poeta encontraste tua poetisa!
Digo isto sem mágoa ou rancor.
E esta lágrima no rosto vem do coração.
Mas já não dói tanto, pois o que sinto, já não é amor.

Quero-te tanto bem, sem aquela paixão.
Hoje te sinto dentro de minha alma,
E de uma forma bem calma,
Sigo o meu destino, a minha direção.

Serei o teu anjo, que vela e protege.
Serei a filha que tudo compartilha.
A amiga que oferece abrigo,
Ou a mãe que dá o colo contra o perigo.

Quando uma brisa leve te soprar a face,
Tu perceberás que são meus lábios fazendo-te carinho.
Quando mãos suaves e amorosas te ajudarem a levantar
Sou eu poeta, que te velarei no teu caminho.

Sejas muito feliz!
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 19/09/2007
Código do texto: T659225

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 06:09)
Mel L Frankust