Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUA CARMIM

LUA CARMIM

Se diante de ti a lua de repente aparecer
Vestida de prata manchada por vinho tinto
És dionisíaco  mas tente, procure se conter
Beba com ela outra taça, nada é fortuito

Instigante a expor a gruta carmim
Ébrio teus olhos perderam-se no parreiral
Onde as uvas amadurecem num verão sem fim
Calor, luz corpórea, sazonal

Explícito líquido, permeio sobre as coxas
Quadris, seios e madeixas
Vício de sorver casca, fruta e éter

Louco de desejo verá que ela não é frígida
Esconde-se atrás das nuvens, finge-se tímida
E surge às vezes, ávida para contigo beber!
Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 20/09/2007
Código do texto: T660462
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17503 leituras)
7 áudios (413 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:18)
Tânia Mara Camargo