Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


SEGREDOS DE NÓS DOIS



Hoje alguém me disse:
Sua voz é doce e maliciosa!

A doçura talvez fosse por conhecer
Tão linda criatura, a malícia com certeza
Por conta do sentir um pouco
De suas tantas belezas, no semblante risonho
No olhar que alicia, sobretudo, nas confissões
De segredos que há tanto nos devoram!

A noite foi tão boa... Boa no conhecer
No desejar-te sem culpa
A imaginar-te tão nua, tão pura e tão minha.

Corações sintonizados, sentimentos
Ancorados num mar de poesia
Resta-nos agora seguirmos em frente
Lentamente, sem pressa alguma
Até que as nossas vontades cresçam...

O corpo se desespere, num sonho
Lindo, num arder sem fim, numa realidade
Imprevisível, mas, certos que possível.
Vida, sentir-me vivo, sentir-se viva
É tudo que precisamos é tudo que vamos
Impreterivelmente sentir e se preciso
Rasgamos o passado, juntamo-nos os pedaços, para
Aproveitarmos juntos, o tesão que ainda temos!



Fotografia do filme Dona Flor e seus dois maridos
uma adaptação do romance de Jorge Amado
Eu,risos... No papel de Vadinho é claro!





paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662300

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2602 textos (502727 leituras)
57 áudios (6098 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:38)
paulo cesar coelho