Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viés do Sentir

                          Viés do sentir


Não quero a serenidade da montanha
Nem a placidez da planície,
O que quero são as ondas turbulentas do mar,
E a revoada dos pássaros em dia de verão.
Não quero a tenacidade do rochedo,
Nem a quietude da noite,
O que quero é a embriagues do pensamento,
E a rapidez dos gestos que aflora.
Não quero a racionalidade cartesiana,
Nem o ponto de equilíbrio,
O que quero é o ébrio equilibrista,
E o estonteante jogo da paixão.
Não quero mel, sou fel.
Não quero sangue, sou vinho
Não quero insônia, sou sonho
Não quero aço, sou ave
Sou um escândalo
A poesia que se reserve
Que agüente,
A mim,
E os meus versos loucos.
Márcia Rasia
Enviado por Márcia Rasia em 21/09/2007
Código do texto: T662821

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Márcia Rasia
Barreiras - Bahia - Brasil, 50 anos
55 textos (16549 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:37)
Márcia Rasia