Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIMAS DE TRISTEZAS



Rimas de tristezas nestes versos em gritos,
Nunca pensei, mas estou sempre a chorar!
Lágrimas ressumadas são meus veredictos,
Algias de um amor que não pude conquistar.

Beleza profusa tal qual a Rainha Nefertite;
Desperto em lindo entrecho, faz-me sonhar,
Volteira, mas dona de multímodo convite,
Vandalizava o amor para mim não entregar.

O pranto que o poeta versifica nesta história,
É o poema do sofrente na dor querer abdicar;
O meu coração acelera, palpita, não é vitória!

Sobre uma mulher esquálida querer abarcar,
Sou um mártir desta diva de têmpera escória;
Grato destino que fêz não mais a ela amar!

Riva. 047

Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 02/11/2005
Código do texto: T66350
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:51)
Rivadávia Leite