Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ESPERA DO AMOR

Autoria: Regilene Rodrigues Neves

Não quero nada só me recostar no amor
Afagar minha dor no teu ombro
Rebuscar meus caminhos errantes...Enfim...
Sentir a pele roçar o vento
Soprar o tempo da janela da minha alma...

Sentir ele febril no meu corpo
Arrancar pra fora os desejos
Soltar meus segredos sem medos
Pertencer à aurora pedir fica comigo agora

Cavalgue no meu sonho por uma noite
Pertença-me desnude minha carne
Arranque dela volúpias ardentes
Comungue o verso amar...

Toma-me beba todo sentimento
É sangue, é vida!
Nas estranhas percorra-me aventureiro
Mas deixa-me sentir sem nada exigir
Quero a entrega, o beijo, os sentidos temidos...
Despidos, famintos de ritmos que alcance o êxtase,
Fetiches das minhas fantasias...

Seja sensual, erótico, carnal,
Seja dócil, gentil, suave, sereno, tranqüilo,
Seja mais, mas que seja amor!

Passeie seus dedos na minha emoção
Acaricie, envolva meu coração!
Não tenho mais tempo para espera
Acolhe-me no teu aconchego me aninhe dentro de ti
Sofro ante a espera, venha amor me possua sou tua
Estou pronta bato a tua porta nua...

Volto pela rua da felicidade
Encontro teu pouso em algum lugar em mim
Estivemos juntos etéreos
Ficamos abraçados por segundos
Em significados do sempre

Sorrimos risos trocados
Enamorados de paixão
Entrelaçados em comunhão
Cultuamos nossas almas
Corpo e coração fecundos
No mesmo mundo abracei meu amor!

Em 17 de agosto de 2005
regipoeta
Enviado por regipoeta em 02/11/2005
Código do texto: T66390

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134428 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:15)
regipoeta