Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pitangas!

Hoje acordei com saudades,
De um tempo ardido,
Cheio de sentimentos perdidos,
E outros ainda não vividos.
Senti seu perfume, lembrei dos seus gostos,
Comprei pitangas em perfumes e sabonetes,
O perfume espalhei pelo quarto e em cima da cama,
O sabonete passeou em meu corpo, todos os dias;
Me transformava, me envolvia, aliciava,
E aguçava desejos de poder um dia...
Tê-la em meus braços lá no meu quarto,
Em cima da cama...
Comprei pitangas quase todos os dias,
Em sabonetes, em perfumes, até a fruta eu comia,
O excesso eu guardava para lembrar da amada,
Do amor que sinto agora no peito doído,
E um dia quem sabe, saborear pitangas,
De olhos profundos de bocas carnudas,
Em cima da cama, meu fruto preferido!
paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 02/11/2005
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T66429

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2587 textos (469660 leituras)
57 áudios (6063 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:37)
paulo cesar coelho

Site do Escritor