Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor de Amar...

Porque não paras e tenta me escutar e  entender
Ainda que eu cale eu escutarei vozes de mim a chamar por você...
Por você...Tudo parece tão pouco, tão pouco...
Você...Estou ficando louco, louco...

Por mais que se ame o mundo só escuta a voz do ódio
Sangue nas mãos e no fim a gente sobe ao pódio...
E onde está você... Distante, Distante....
Você... (Incessante, Incessante...)

A cada dia escrevo uma nova canção para você....
Um dia serei todo ódio e irei esquecer...

Você não percebe?
Meu coração não te esquece
Será que não consegue entender?
Deixa eu cortar meu corpo
Estou ficando louco...
Quero lavar com sangue
Todo
Amor
Que
Sinto
Por
Você....

Apenas terra, terra...
Deixe a terra cair sobre mim
No fim não sobra nada
Cinzas às cinzas
No fim é sempre assim

Apenas terra, terra...
Terra caindo em mim...
A esperança é a última
Mas ela morre no fim

Terra...
Você ama
Terra...
Você Grita
Terra...
Ninguém te escuta
Terra...
Essa é a sua vida...
Sonhos que se retorcem
Terra...
Flores que se contorcem
Terra...
Lágrimas que gritam
Terra...
Almas se buscam e se solicitam
Celebre a incompreensão
Toda a desunião
Desproteção
Toda a inveja
Toda a mentira
Todo o desespero
Toda a fadiga
o ódio
o ócio
o vício
O inconsciente

Somos todos doentes
E que Deus abençoe
E que Deus abençoe aos que amam
E a quem sente...

©2007*Marcos Menezes de Almeida*(Todos Os Direitos Reservados)
Marcos Menezes de Almeida
Enviado por Marcos Menezes de Almeida em 23/09/2007
Reeditado em 28/03/2008
Código do texto: T664702
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Menezes de Almeida
Aracaju - Sergipe - Brasil, 32 anos
361 textos (17591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:30)
Marcos Menezes de Almeida