Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSE AMOR TEM CAMINHO

Autora: Regilene Rodrigues Neves

Ah! Esse caminho
Caminho de lembranças
Caminho de saudade
Caminho de amor
Caminho de um dia
Caminho do inesquecível e do momento
Sentimentos ao vento
O ar tomando meu peito
Minha respiração ofegante
Mãos trêmulas
Corpo tépido

Caminhos...
Venturas desarraigadas
Folhas que se abraçam
Um toque de amor entre o caminho e a vida
Felicidade solta nos acaricia
A entrega é mágica
Suaves lembranças percorrem-me de ti
Agora sou tua
Toma-me mais uma vez...

Visto-me do ontem
Do amor... Dos risos soltos de amantes entregues...
Estrada infinita conduz-me ao êxtase da alma
Tu és o néctar e me embriago em cálices que bebo
Na sede de rever-te...
Tocar... Sentir essa carícia e percorrer novamente esse caminho
Meu vôo é saudade que me invade nessa melancolia do tempo...

Tenho medo
Ouço o pulsar arfante do meu peito entregue
Posso sentir o amor
Chegando de mansinho querendo tua morada
Aceleram-se dentro de mim medos e desejos
Mas me aninho e choro saudade
O tempo parte
A realidade ostenta
A distância separa
Talvez o caminho se perca
A estrada siga infinita
A um sorriso aberto de doces lembranças de amor!

O coração é um livro que se abre para o amor
Narrando a tua e a nossa história
Cada uma segue seu caminho
Muitas são de encontros e felicidade
Tantas se perdem na saudade da realidade

Mas esse livro está sempre aberto
Paginas e paginas são passadas
Todo amor é único e eterno
Posto que é chama
Vivê-lo é poder contá-lo amanhã
É poder dizer:
Ah! Eu amei!
Amei tanto e tantas vezes que nem sei
Cada um em sua plenitude e doação
Cada um maior e melhor e finito
Cada um uma página do meu livro de lembranças
Começou ainda criança
Hoje sinto o quanto amei!

A importância do amor
Não é divida
Não é diminuída
Não é cabida em nenhum outro sentimento
Mas somada a junção da sua história!

As lágrimas do amor
É um encontro de rios chorados
Em infinitos sentimentos da alma
Cada um compreende seu pedaço da existência
Quem não chora por amor
Não sente saudade
Nem abraça a felicidade
De simplesmente ter amado um dia
Esta percepção
Está não nas dores que ele nos deixou
Em causas de desencontros e feridas
Mas na grandeza do que fomos capazes de sentir
Na doação da entrega
Na intensidade da lágrima e do sorriso
Da paixão e do êxtase do amor
E de amar!

Amar é aceitar viver o seu amor
Sem nada exigir
É dar liberdade para que ele possa existir
A estupidez do nosso egoísmo
Por vezes termina lindas histórias
Por isso o livro do amor é aberto

Porque estamos sempre aprendendo amar
Quão feliz sinto-me em contar as histórias do amor
Saber que ele gira com o mundo em sonhos
Fantasias... Desejos e sentimentos
Doando-nos alegria de viver!

regipoeta
Enviado por regipoeta em 02/11/2005
Reeditado em 05/08/2006
Código do texto: T66509

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134330 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:00)
regipoeta