Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTEZA

Resisto enquanto posso
À tristeza e ao desdém
Vivo comigo a vida a sós
Não olho, não falo, não oiço
Não converso com ninguém

Na tristeza que me invade
As conversas são todas ocas
E às palavras que me dizem
Faço, ás vezes sem querer
Um par de orelhas moucas

O silêncio é tranquilo
A palavra ensurdecedora
Vivo a ver e a ouvir
Mesmo que não queira
Enquanto o coração chora

www.vidadaspalavras.blogspot.com
Raul Cordeiro
Enviado por Raul Cordeiro em 23/09/2007
Código do texto: T665127

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Cordeiro
Portugal, 51 anos
65 textos (1829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:13)
Raul Cordeiro