Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rasgo-me nesse poema banal

Rasgo-me nesse poema banal
de espírito, rimas e regras... Um escarro
de agonias imensas.

Um poema perdido numa ilha

Onde a alma geme a ironia
                                 [que é o amor]
a própria  armadilha,
se  amor, porque  faz-me  tanto mal?

(Sirlei L. Passolongo)
Sirlei L Passolongo
Enviado por Sirlei L Passolongo em 27/09/2007
Código do texto: T670181

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sirlei L Passolongo
Cianorte - Paraná - Brasil, 47 anos
1380 textos (183785 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 11:44)
Sirlei L Passolongo