Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTA COMIGO

Quando te entristeceres,
Qualquer que seja o motivo,
Chama-me.
Colocar-me-hei ao teu lado,
Deitarei tua cabeça em meu peito,
Te acolherei num terno abraço
E, em vez de te consolar
Chorarei em teu lugar.
Quando advierem agruras
E tiveres o peito oprimido,
Antes que te venham aos olhos
Sinais de futuras lágrimas,
Pensa em mim.
Onde estiver te ouvirei.
Colocar-me-hei ao teu lado
E colarei meu peito ao teu,
Atraindo para ele o que te oprime
E, em vez de te acalentar,
Secarei teus olhos com beijos.
Quando te sentires deprimida
Pelo que te possam ter feito,
Clama por mim.
Num átimo estarei ao teu lado.
Dar-te-hei, então, minhas mãos
E, como fizeste comigo,
Tirar-te-hei de tal poço,
Por mais profundo que seja.
Te guardarei em meus braços
E, em vez de te mimar,
Através de um beijo
Te devolverei o sorriso.
Quando estiveres feliz
Olha para mim,
Pois já estarei ao teu lado.
Dá-me tuas mãos.
E, dedos entrelaçados,
Vamos passear, namorar,
Viver enfim.
Júlio Marques
Enviado por Júlio Marques em 27/09/2007
Reeditado em 13/11/2012
Código do texto: T670273
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júlio Marques
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 63 anos
88 textos (10998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 05:00)
Júlio Marques