Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

La Belle "A Deusa do Amor"

Aos olhos desconexos que lhe observam noto um reluz de teus olhos,
Que me lembra o brilho do sol em seu apogeu de chamas intermináveis,
À noite vejo em teus cabelos como sedas um brilho estrelado,
Em tal superfície epidérmica de tão límpida e perfeita,
Que a pele de minhas mãos se envergonha,

De sua áspera condição em comparação a tua,
Teu rosto é este poço de puro desejo e desespero,
Como a tâmara do deserto,
Que de tão desejada nações foram por tão simples toque,
Mas o mais doce, desejado e delicado roçar,

Em tão habito hálito de relva serena do alvorecer,
Sinto o orvalho da manhã em seu respirar...
A inspiração já veio a mim,
Em forma de uma bela mulher,
E palavras meras as que eu digo,

Nenhuma consegue descreve-la mais exatamente do que Bela Dama...
Sonhos são o espelho do desejo da alma,
Do confronto sufocante do peito que se debate em euforia frenética,
Dentro da caixa do corpo querendo sair para mostrar o que sente,
Porém, não pode...

Mas, essa sim poderia ser a morte mais tenra e desejada...
Ou o sonho que se realiza? O encontro das almas determina o que acontecerá... Sonho? Realidade?
O que interessa é o que se pode sentir e não o que pode ser real...
Senhorita... Sois a mais formosa dentre todas de todos os lugares,

O teu encanto canta e encanta o som produzido pelas sereias,
O desejo de te ter comigo surgiu desde primeiro olhar que tocou seu semblante,
De sorriso claro como a neve,
Mas... Não posso possuir-te...
Não sois minha...

Meu coração está em guerra plena do dissonante rasgar que sinto em meu peito,
Do que sinto neste momento,
E de algo que apesar de tudo não sai de minha cabeça,
Pensamentos devassam a minha mente e penso,
Não a esquecerei jamais...
Mas também não posso esquecer o que já tenho e me é tão próximo,
Cai uma lágrima.
Léo Azevedo
Enviado por Léo Azevedo em 28/09/2007
Código do texto: T672279

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor e link da obra). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Léo Azevedo
Maceió - Alagoas - Brasil, 36 anos
47 textos (1846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 01:23)
Léo Azevedo