Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COISAS QUE GOSTO EM TI

Penso nas coisas
Que gosto em ti:
Gosto do teu jeito
Atento, cuidadoso,
Ao meu menor sinal
De indisposição.

Da tua preocupação
Excessiva, demasiada
Com minha segurança
E bem-estar.

Da tua delicadeza
Em tratar comigo
Até mesmo nos momentos
Em que brigamos...
E Do teu jeito meigo, carinhoso
Em pedir perdão,
Depois dessas brigas...

Da tua sutileza
Em chamar minha atenção,
Nas raras vezes
Em que discordas
De alguma atitude que tomei.

Gosto do teu apoio
Cúmplice, incondicional
Naqueles momentos
Em que sinto todas
As dores do mundo...
E do teu afago e
Do jeito de enxugar-me
As lágrimas
E reafirmar que
Sempre estarás comigo
Em qualquer momento
Que eu necessitar...

Gosto da tua paciência
Quando desando a falar,
Mesmo sobre assuntos
Que tu não aprecias.
Mas que – companheiro
Inigualável –
Procuras inteirar-te
Para descobrir a razão
De ter despertado
Meu interesse...

Gosto do teu entusiasmo
Em querer dividir
Comigo alguma novidade
Em querer consultar-me
Acerca de algum assunto
Seja apenas para
Saberes minha opinião,
Seja para tomar alguma decisão...

Gosto de ouvir tua voz
Firme, forte, melodiosa
A lembrar-me que sempre
Poderei contar contigo

Gosto do teu jeito
De demonstrar
Saudade de mim...
Do teu jeito de querer
Minha companhia e atenção...

Gosto do teu jeito de
Me acariciar
E do jeito que
Recebes meus carinhos...

Gosto tanto, tanto
Do teu jeito,
Dos menores detalhes
Do teu ser
Que até em tuas
Descabidas e incontroláveis
Crises de ciúme
Consigo encontrar qualidades...

Chego, mesmo, a divertir-me
Com elas.
Seja com o fato de não terem,
Para mim, o menor sentido –
Uma vez que sou, inteira e
Exclusivamente tua –
Seja com a enorme dimensão –
Algo incontrolável em
Pessoa extremamente equilibrada,
Sensata e controlada
Em todos os demais aspectos
De seu maravilhoso ser.

Se me perguntares se há algo
que não gosto em ti,
responderei prontamente:
todos os momentos em que
não estás comigo!
Tua ausência é, para mim,
Coisa mais insuportável,
Com a qual jamais me
Acostumarei.
Essa é a única coisa em ti
Que eu, realmente, DETESTO!
E que, jamais, irei aprender
A gostar!
Fadinha Nani
Enviado por Fadinha Nani em 28/09/2007
Código do texto: T672571

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fadinha Nani
Santo André - São Paulo - Brasil
23 textos (5136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 17:14)
Fadinha Nani