Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLORES QUE NÂO VEM

Nos vales da ilusão,
Perdi meu cavalo e sigo a pé
Nas pegadas dos amores perdidos

Sei que há flores em algum canto da alma
Esperando a chuva para reviverem
Eu busco por elas

Há inverno na maior parte de mim
O céu é escuro
O peso da vida amassa minha cabeça

Olho para o horizonte e já me desespero
Porque tarda esta luz?
Porque a primavera, esta minha irmã,
Ainda não veio?
 

Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 29/09/2007
Reeditado em 14/04/2014
Código do texto: T673357
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1275 textos (69651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:44)
Celio Govedice