Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

      SOLILÓQUIO MARÍTIMO 

 
Existisse você, Amor

amar-te-ia  de tal forma

voraz, feliz e abnegada
que te libertarias.

                Existisse você, Amor

                dar-te-ia meu corpo,

                como devota ao teu altar

                ajoelharia frente a ti e com

                a boca mansa e permissiva

                penetraria tuas virtudes.  

Existisse você, Amor

seria eu feliz donzela

virginal e casta, guardada

para que no teu dossel   

tuas mãos apalpantes te

guiassem à fartura em mim.

 

                Existisse você, Amor

                o Priolo cantaria

                as muitas paisagem de

                Dom Fafe dos Açores

                e eu repousante te esperaria. 

 

Existisse você, Amor

eu não seria uma lenda,

a voz que canta nos mares,

seria somente mulher

e nunca a sereia que afunda

nas àguas os homens errantes. 

 
                   Existisse você, Amor,
                   eu viveria!

Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 30/09/2007
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T674899

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 56 anos
289 textos (39992 leituras)
6 áudios (1220 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 21:08)
Divina Reis Jatobá