Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INDEFINÍVEL AMOR...

amo-te sem saber porque,
como, e nem quando tudo começou
amo-te porque repousa sobre mim
um desejo adente,  que me  enlaçou

E em segrêdo guardo-te aqui
Amando-te com todos os meus mistérios;
amo-te, no espaço do que não revelo,
sonhando ter-te ao som dos saltérios.

Amo-te, como tu nunca saberás
Amo-te assim e  talvez quem sabe,
por muito tempo ainda...é verdade.
É verdade, que jamais em mim morrerás;

Mas é verdade tambem,
que hoje superabundam, apenas as marcas,
deixadas para sempre em meu peito...
vestígios, indeléveis...marcas de um labor
marcas de  um indefinível amor.

(Janete Fernandes - 30/09/07)









JANET FERNANDES
Enviado por JANET FERNANDES em 30/09/2007
Reeditado em 02/10/2007
Código do texto: T675190

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
JANET FERNANDES
Fortaleza - Ceará - Brasil
393 textos (27169 leituras)
5 áudios (333 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 01:55)
JANET FERNANDES