Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NEM LUZ TERÃO OS OLHOS MEUS

Um dia me cansarei
De ver a tua imagem translúcida
Impregnada no espelho
Do meu coração.

Um dia,
Quando a ternura não mais existir,
E a alma congelar-te
Na janela dos sentimentos,
Eu juro,
Apagarei a tua face em mim.
Os olhos não mais procurarão os teus.
O espelho não terá luz.
Nem luz
Terão os olhos meus.

Eu sei que apagarei,
E um vazio imenso povoará o mundo,
Rasgando as veias lassas do peito.

Mas,
Também num dia frio,
Evocarei a tua imagem indelével no tempo.
Reconstruirei o teu esboço
E o secarei com um sopro quente,
Legado que restou de mim
Para fazer-te meu, ainda.



Genaura Tormin
Enviado por Genaura Tormin em 05/11/2005
Código do texto: T67590
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Genaura Tormin
Goiânia - Goiás - Brasil, 71 anos
311 textos (395827 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:30)
Genaura Tormin