Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATE QUE A BATALHA NOS SEPARE


        NOSSOS GRITOS
 Agitados estão nossos gritos
Enchendo de desejos
a madrugada,
Porem chamaram -me
Lá fora, era uma voz
 De guerra, com uma ordem na mão
intimando-me a morrer nas águas
Do Eufrates com o tigre.
Se eu não voltar QUERIDA
ouça meus gritos
chamando por você
nos ecos dos abismos do
GRAND KENYON.
Ali estará minha voz a chamar por você
eternamente.
  Á TODOS QUE LUTAM NAE VOLTAM NA ARCA QUE FOI DE UMA CIVILIZAÇÃO (IRA PRA QUE?) AGORA CORPOS( IRAPRAQUE)?

Ricardo Portero
Enviado por Ricardo Portero em 01/10/2007
Código do texto: T676531

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citeo nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Portero
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4672 textos (93812 leituras)
2 e-livros (123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 11:02)
Ricardo Portero