Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ouro de tolo coração

Afoito coração que bate por ti
Não bate
Mas lateja descompassada dor

Mãos que para ti acenam
Não acenam
Mas tocam o ar cravejado de teu vazio

Olhos que te vêem
Não te enxergam
Mas vislumbram tua fugidia lembrança


Como um eco
Sento-me à porta da saudade
Como um cão à porta de uma igreja

Um milagre cortou meu dedo
Enquanto enfaixava-o
Tu passastes despercebida
leandro Soriano
Enviado por leandro Soriano em 05/11/2005
Reeditado em 27/01/2014
Código do texto: T67812
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandro Soriano
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
199 textos (8367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:40)
leandro Soriano